Fundamentos da massoterapia

É bastante comum fazer uma pequena confusão quando se trata de massagem e massoterapia. Os dois termos se referem ao toque de mãos a determinado local, “amassando” a região. Na verdade, a palavra massagem tem origem grega e o termo “massein” significa justamente amassar.

Entretanto, a maior diferença entre essas duas práticas é a finalidade de cada uma delas.

A massoterapia, como o próprio nome sugere, refere-se à prática de massagens com fins terapêuticos. Nesse caso, massoterapeuta é o profissional que domina as mais diversas técnicas de massagens e faz uso dessa técnica para diversos tratamentos.

 

Origem da massoterapia

Por um longo período de tempo, a massagem foi vista pela sociedade como algo malicioso e voltado completamente ao erotismo, sobretudo após a igreja católica considerar as massagens como desfruto carnal e consequentemente pecado.

Entretanto, o uso terapêutico da massagem é tão antigo quanto o surgimento da humanidade. Repare que de forma quase instintiva todos nós massageamos e apertamos regiões doloridas de nosso corpo e conseguimos sentir alívio durante esse processo.

Registros remontam ao médico grego Hipócretes, que em suas anotações dizia que “amassar” regiões doloridas de seus pacientes era dever dos médicos.

O termo massoterapia passou a ser usado mais recentemente, com o intuito de separar a massagem terapêutica da massagem com fins eróticos.

Bases da massoterapia

A massoterapia tem a função de estimular o sistema circulatório, fazer com que resíduos, toxinas ou líquidos sejam eliminados ao trabalhar o sistema linfático e também de auxiliar em recuperações causadas na região muscular, seja em decorrência de acidentes ou práticas esportivas.

Em toda a sua versatilidade, a massoterapia pode ainda aliviar as tensões e estresse gerados pelo dia-a-dia e ser uma aliada a programas estéticos, melhorando até mesmo a aparência da pele.

Técnicas e benefícios

De acordo com a técnica utilizada, a pessoa pode sentir melhoras em determinadas regiões de seu corpo. Listamos aqui alguns tipos de massagens e seus resultados:

Anti-celulite: essa técnica tem o objetivo de suavizar as indesejáveis celulites. Com o auxílio de cremes próprios para o combate de celulite, o profissional massageia o local para estimular o sistema circulatório e linfático.

Drenagem linfática: ainda como objetivos estéticos, a drenagem linfática visa estimular a eliminação de líquidos retidos em locais indesejados.

Desportiva: Bastante utilizada por atletas, essa técnica cuida da musculatura, pois deixa os músculos com maior elasticidade e elimina toxinas do corpo.

Lian gong: com essa técnica, é possível corrigir e prevenir dores causadas por postura incorreta ou até mesmo lesões provenientes de esforço repetitivo.

A massagem é bastante democrática e todos podem usufruir de seus benefícios, e, pensando em pessoas que não têm tempo de ir a centros massoterapeutas, existem especialistas que prestam esse serviço também em shoppings. São as chamadas quick-massages, que duram cerca de 15 minutos e ajudam a aliviar o estresse.

Para massagens não existem contraindicações, até mesmo grávidas podem fazer. Entretanto, existe uma técnica especifica para as gestantes, que estimula a circulação sanguínea, além de promover uma sensação de relaxamento para a mãe e também para o bebê.

NÃO MAIS DOR - 12/2016

#massoterapia  #massoterapeuta #massagista


Comentários